Eu pisquei, o tempo passou e eu nem me dei conta que terminou…

IMG_7276.JPG

O tempo voa quando estamos nos divertindo…

Tantos novos planos e projetos que não foram planejados e que aconteceram. Tantos planos e projetos que eu queria ter feito e não fiz.

Gratidão, saudades, conquistas, desafios, amizades, aventura, descobertas são algumas palavras que inicialmente definem esse momento.

No total foram 5 meses morando na Finlândia e 2 meses viajando pela Europa.

Quando eu falava que iria viajar sozinha pela Europa muita gente se surpreendeu, afinal ainda não é comum nossa sociedade encarar com naturalidade mulheres decididas, independentes e determinadas.

A partir de agora vou tentar contar aqui um pouco das minhas histórias. Não em busca de reconhecimento mas sim para que eu possa ter um lugar de memória em que eu possa olhar toda vez que sentir saudades ou precisar de forças novamente para realizar um próximo projeto.

Espero, não com muita pretensão, mas espero que minha história também possa servir de inspiração para mulheres que desejam viajar sozinha e tem algum tipo de receio. Para essas só posso dizer uma coisa: FAÇAM! Dá medo. É natural. Mas vai com medo mesmo. O depois é indescritível.

Nos próximos posts vou tentar escrever minha experiência nas seguintes cidades:

Estados Unidos – Nova Iorque

Finlândia – Helsinki, Tampere, Turku, Rovaniemi, Levi

Russia – St. Petesburgo

Estônia – Tallin

Suêcia – Estolcomo

Irlanda – Dublin 01/01/2018 a 05/01/2018

Inglaterra – Londres 05/01/2018 a 09/01/2018

Bélgica – Bruxellas, Gant, Bruges 10/01/2018 a 13/01/2018

Holanda – Rotterdam, Amsterdan 13/01/2018 a 17/01/2018

Portugal – Porto, Braga (20/01/2018), Lisboa (23/01/2018 – 25/01/2018), Belém. 17/01/2018 a 25/01/2018

França – Montpellier (25/01/2018 a 31/01/2018 – 06/02/2018 a 07/02/2018) , Paris (31/01/2018 a 06/02/2018)

Espanha – Barcelona (07/02/2018 a 10/02/2018)

Itália – Cislago , Como (10/02/2018), Milão , Bergamo (12/02/2018), Bolonha (14/02/2018), Florença (15/02/2018), Veneza (16/02/2018), Roma (17/02/2018 a 23/02/2018)

Noruega – Skibotn, Oslo (23/02/2016 a 26/02/2018)

Até a próxima!

Sarah Paes.

Anúncios

Money is money: como recebo dinheiro no exterior!

IMG_3787
Järnpojken, Estocolmo, Suécia

Uma das minhas maiores preocupações antes de vir para o intercambio era como eu iria trazer o meu dinheiro de forma que eu pagasse a menor quantidade possível de impostos e taxas bancárias.

Tive que fazer uma transferência de depósito para segurar o apartamento que eu ia morar aqui na Finlândia e o custo dos impostos + taxas do Banco foram mais de 40% do valor que eu depositei. Quando vi aquilo fiquei desesperada por que iria entregar de bandeja quase 40% do meu dinheiro suado pro banco.

Eu sempre leio blogs de viagem e intercambio e um dos que eu mais gosto é o Travel and Share. Eles explicaram certa vez que recebem dinheiro pelo TransferWise. Eu já tinha assistido um vídeo deles explicando sobre essa plataforma e resolvi testar com uma transferência de R$100,00 reais. E deu certo! 3 ou 4 dias depois recebi meu dinheiro convertido em Euros aqui na Finlândia.

Então: RECOMENDO pra todo mundo!

Se você for morar ou fazer intercambio no exterior a melhor forma de trazer o dinheiro que eu encontrei foi o TransferWise.

Cartão de crédito sempre tem impostos e taxas em cima de cada compra que você faz.

Travel money: é bom pois caso você perca o cartão é só bloquear. (Bom para mochilões)

Transfer Wise: o mais barato de todos pois não cobra imposto, apenas a taxa de administração. O único porém é que você precisa ter uma conta no exterior pra receber o dinheiro.

Como Funciona:

  1. Você coloca quanto quer transferir e a plataforma faz a conversão na hora de quanto vai dar o seu dinheiro convertido pra moeda que você quer.
  2. Após inserir os dados a plataforma vai gerar um boleto bancário pra você pagar.
  3. Você paga o boleto e recebe um e-mail de confirmação da transferência
  4. Espera de 2 a 4 dias (depende do seu banco) e RECEBE o dinheiro!

E o TransferWise ainda funciona assim: se você indicar 3 pessoas para fazerem a primeira transferência acima de 250Euros com seu link você ganha um bônus de 60Euros além da sua primeira transferência ser grátis.

Vou deixar meu link aqui pra quem quiser fazer a primeira transferência grátis e ainda me ajudar a conseguir um troco para os próximos mochilões:

https://transferwise.com/u/sarahp242

Nesse vídeo com legenda em português dá pra entender como funciona:

 

Até breve,

Sarah.

Estilo na Finlândia: cabelos!

20170830_191351

Desde que cheguei na Finlândia uma das coisas que mais tenho reparado é como as mulheres aqui se arrumam. A maioria delas estão sempre bem arrumadas, maquiadas e aparentam se preocupar muito com a aparência. Acho todos na rua muito estilosos, mesmo quando parece que não fizeram esforço pra isso.

Uma característica que tem me chamado bastante atenção são os cabelos. Aqui em Tampere tenho observado que as mulheres fazem diversos penteados ou então cuidam bem dos seus longos cabelos, em grande maioria loiros.

Eu sempre fui muito fã de tranças e por aqui elas usam muitas variações delas. Muitos dos penteados que tenho visto na rua aqui só seriam usados no Brasil em ocasiões especiais embora alguns deles sejam até bem fáceis e simples de fazer. Tenho começado a tentar aprender algumas diferentes então vou deixar aqui algumas inspirações de vídeos que tenho visto no Facebook:

Até breve,

Sarah.

Já tô confundindo os dias!

IMG_6355-1

Essa semana foi tranquila por aqui…

Nada de novo realmente aconteceu. Tirando o fato de que os relógios mudaram e não me dei conta…

Domingo fizemos o nosso jantar que já está virando tradição da casa do Alejandro. Léa fez uma maravilhosa torta de maçã e um Crumble com sorvete e chantili. Eu fiz brigadeiro e batata gratinada. Sabela fez Spanish Tortilha e os outros levaram comidas prontas e salgadinhos. Muito bom como sempre.

Na segunda-feira quando olho pela janela eram 16h50 e já estava escurecendo! Levei um susto! Mas aparentemente os relógios mudaram e não percebi.

IMG_5993-1

Semana passada, na segunda, quebrei meu celular e estou a quase duas semanas sem um celular decente. Até que não posso reclamar muito porque um cara da minha aula de finlandês me doou um celular antigo dele. E cabe o whats app e o Facebook. Comecei a usar meu numero da Finlândia no whats app.

Essa semana foi o aniversário da minha prima mais amada. Jully (Julliane fez 12 anos!). Estou me sentindo idosa!

Encontrei o pesquisador brasileiro que estou ajudando em uma pesquisa e pude tirar dúvidas.

Estava com uma dúvida em relação ao meu visto e finalmente tomei coragem e mandei um e-mail para a imigração. Felizmente está tudo certo e agora só tenho que planejar minhas viagens de Janeiro e fevereiro! Tenho que fazer um bom roteiro.

Até breve,

Sarah.

IMG_6006-1

Resultado de imagem para camera desenho Fotos tiradas em uma caminhada com o Gabriel pelas áreas perto de onde moro.

23.10.2017 Vi Neve Pela Primeira Vez!

IMG_5946-1

HOJE VI NEVE PELA PRIMEIRA VEZ NA MINHA VIDA!

Até o inicio da noite o meu dia não passava de uma segunda-feira que começou com o pé esquerdo: conseguir derrubar meu celular logo após acordar e quebrar a tela. Passei a manhã em que era para estar preparando um seminário para amanhã procurando lugares para consertar e preço de celulares novos. Depois do choque inicial e da busca desesperada por um lugar para arrumá-lo um estalo veio na minha cabeça: Pare e faça uma oração.

Parei e agradeci pelo meus últimos dias, pela viagem que tinha acabado de fazer e até pela dificuldade que estava passando com o celular. Pedi então que o Senhor pudesse me guiar pelo melhor caminho e ter uma melhor ideia do que poderia fazer para resolver o problema da melhor forma possível. Respirei.

Me veio a cabeça a lembrança de que antes de viajar tinha feito um seguro. Procurei na gaveta e lá estava a cláusula que cobre o conserto de celular e, caso precise, a compra de um novo aparelho. Respirei novamente.

Decidi continuar com os meus planos originais para o dia lembrando que cabeça quente não resolve problema da melhor forma. Fui almoçar e passei o resto do dia na biblioteca tentando me concentrar e fazer o seminário.

Hoje foi dia de visitar o Irmão David com as Sisters da igreja. Ele é um homem de mais ou menos 58 anos, judeu israelense e está conhecendo a igreja. Ele já tinha falado com os missionários antes mas por um motivo que desconheço não os havia recebido. As Sisters o conheceram por acaso no estacionamento e ele concordou em recebê-las. Elas me convidaram para acompanhá-las e desde então temos ido a casa dele semanalmente fazer visita e ensinar sobre o evangelho.

Na lição de hoje o tema era fé e oração. Confesso que hoje estava meio distraída e só me dei conta de que na realidade a lição hoje não era para o Irmão David mas sim pra mim quando cheguei em casa e reli a escritura que ontem no Instagram uma querida amiga compartilhou:
Alma 37- 37
Antes da visita, ao descer do ônibus no caminho do prédio do irmão David ainda demorei alguns segundos para perceber que a paisagem havia mudado.
Muitas partes do habitual cinza e verde estavam agora Brancos!!!

Sim!!!

A Neve chegou na Finlândia!!!

E eu vi neve pela primeira vez!!!

Apesar de não ver a neve caindo pois passei o dia na biblioteca quando eu desci do ônibus os carros, a grama e algumas árvores estavam cobertos!!!! Parece gelo raspado! E me dá um pouco de gastura quando arrasto o pé por um lugar no chão coberto de neve.

Sei que pode parecer besteira mas isso ajudou a suavizar um pouco dessa minha segunda-feira um tanto quanto conturbada. E pude mais uma vez ter certeza de que o Pai Celestial cuida da gente até mesmo nos pequenos detalhes como por exemplo de hoje: eu ser abençoada e ter a oportunidade de além de estar aqui na Finlândia poder conhecer a neve!

 

Até breve,

Sarah.

P.S.: A foto é de dois dias depois dos primeiros flocos. Acordei com uma mensagem do meu amigo as 7h30 da manhã pedindo pra eu levantar e olhar pela janela e: Tava assim! Levantei na hora, coloquei meu casaco e fui ver se era de verdade. ahahahahIMG_5917-1

MuDaNçAs – Lukonkierikka A 5

500 Lukonkierikka A 5
Yrttikatu 1 A 5 room C, 33710 TAMPERE FINLAND

Tivemos que nos mudar.

Depois de muitos problemas com uma das meninas do apartamento (recebemos até ameaças), eu e a Sabela conseguimos finalmente nos mudar. Esse último mês de Setembro foi difícil e nunca na minha vida um mês demorou tanto pra passar. Não contei nada do que estava acontecendo pra minha mãe pois não queria deixá-la desesperada do outro lado do mundo (por isso, apesar da data registrada, esse post na verdade está sendo publicado bem depois). Fizemos o pedido do apartamento no dia 20 de Setembro mas segundo o TOAS (a gerenciadora dos apartamentos) teríamos que esperar acabar o mês pois os dias de mudança eram apenas no primeiro dia do mês.

Eu e Sabela não estamos mais morando juntas e apesar dos momentos difíceis que passamos foi muito bom perceber a família de amigos que criamos aqui em Tampere. Vários amigos nos ajudaram e nos apoiaram. Em pouco tempo criei amizades que tenho certeza de que quero levar para o resto da vida.

Meu novo apartamento é bem ruim comparado ao outro. Ele é mais escuro e não entra tanta luz. Aqui eu divido o apartamento com outras duas meninas, uma da Hungria e outra chinesa. No geral o apartamento é bem velho e mal cuidado. Meu quarto cheira a incenso e por mais que eu tente acho que o cheiro está grudado nas paredes (e olha que eu passei pano nelas!). Consegui a chave da janela e agora estou deixando elas abertas durante o dia todo.

Meu quarto é um pouco menor que o outro, o que tem me dado uma sensação de ser mais quentinho e aconchegante. Gostei muito da minha janela, tem uma árvore bem em frente e consigo ver a mudança da estação e do tempo por ela. Aqui a sensação da mudança do tempo é diferente do Brasil. Podemos realmente ver como os dias estão ficando mais curtos e as noites mais longas. Quando cheguei na Finlândia escurecia por volta de 21hs da noite, agora já está escurecendo mais ou menos as 18hs.

Depois de muita faxina, esse é o meu novo quarto:

IMG_4493-5IMG_4480-4IMG_4455-1IMG_4525-6IMG_4527-7IMG_4467-2IMG_4469-3

Até breve (e com mais segurança),

Sarah.

 

O outono é sempre igual…

Ou não…

A imagem pode conter: sapatos e natureza

Genteeeeeeee, o outono chegou com tudo aqui na Finlândia!

É tão lindo e mágico observar a paisagem que se modifica a cada dia!

Do verde as folhas vão se transformando em laranja, amarelo e vão caindo. Os dias também estão começando a ficar mais frios. A cidade que eu moro é toda formada por florestas então é muito nítida a diferença e a rapidez em que está se transformando a paisagem.

Toda aquela paisagem que sempre vi nos filmes está se transformando na minha frente e se deixar eu tiro uma foto a cada cinco passos!IMG_3463-73IMG_3462-72

O outono começou de verdade no dia 22 de setembro e está previsto para terminar no dia 21 de dezembro, no solstício de inverno.

IMG_3461-71

Então como já diriam Sandy & Junior:

“A noite cai, o frio desce
Mas aqui dentro predomina
Esse amor que me aquece
Protege da solidão
A noite cai, a chuva traz
O medo e a aflição
Mas é o amor que está aqui dentro
Que acalma meu coração
[…]
No outono é sempre igual
As folhas caem no quintal
Só não cai o meu amor
Pois não tem jeito, é imortal!

 

IMG_3232-7

Até breve,

Sarah.

09.09.2017 – 1 Mês na Finlândia!

Processed with VSCO with kk1 preset

Ontem completou 1 mês que cheguei a Tampere!

Não sei como mas desde que cheguei aqui o tempo parece ter mudado a sua dinâmica e tudo passa muito rápido. Aqui na Finlândia os dias são frios mesmo estando no verão. O dia pode amanhecer nublado e chuvoso mas de repente as 16h da tarde todas as nuvens podem começar a se mover e abrir um sol que te convida a sair de casa. Horas depois tudo pode mudar novamente e as nuvens insistentes voltarem.

Estou amando esse lugar e todas as amizades que tenho feito. Já estou com saudades de casa mas quando penso que em pouco tempo estarei indo embora já tenho saudades desse lugar, dos amigos que tenho feito aqui e já penso em voltar.

SOBRE DIVIDIR UM APARTAMENTO COM UMA CHINESA, UMA NIGERIANA CRIADA NA INGLATERRA E UMA ESPANHOLA.

Moro em um apartamento que divido com mais outras 3 meninas. Cada um tem seu próprio quarto e dividimos 2 banheiros e a cozinha. Devo dizer que a parte mais chata do meu intercâmbio é a convivência no apartamento. Inclusive meu apartamento já ficou famoso entre os intercambistas da universidade pelas discussões. Aparentemente para elas tudo precisa ser ensinado e discutido. Seus hábitos são muito diferentes uma das outras e assuntos simples tais como quem vai lavar o banheiro, tirar o lixo, limpar o chão ou até mesmo como esfregar uma panela vira assunto para discussões que não aguento mais. O primeiro grande choque foi quando a chinesa “bateu o pé” dizendo que de onde ela vem não se usam sabão para lavar as louças por considerarem “melhor” para a comida, e apenas deixava tudo engordurado no escorredor. Após pedirmos literalmente mais de 10 vezes e a outra colega ter que realmente brigar, ela passou a esfregar a louça com sabão. Elas me vêem como a figura materna da casa, talvez por eu ser a mais velha e já ter morado sozinha antes, me chamando até mesmo para resolver pequenas contendas entre elas. Eu não aguentava mais a dias então hoje depois de muita discussão e de eu passar o dia calada simplesmente entenderam que eu não faria mais esse papel e que cada uma delas deve cuidar da casa igualmente sem precisar que eu mande alguém fazer. Cada uma das meninas tem personalidades extremamente diferentes mas no fim todas me parecem boas pessoas apesar de no final das contas serem realmente muito egoístas e mimadas. Espero que nossa convivência melhore nos próximos meses. Felizmente posso dizer que me dei muito bem com a menina da Espanha.

CUSTO DE VIDA E SAUDADES DA COMIDA BRASILEIRA

Neste 1 mês aqui já pude ir ao supermercado algumas vezes e achei as coisas bem caras se comparadas ao Brasil.

É claro que eu não esperava que a alimentação aqui fosse igual ou parecida a do Brasil. Na verdade vim sem expectativa alguma do que iria encontrar. Mas algumas coisas que considero básicas realmente estou sentindo falta, principalmente da carne e do peixe. Carne e peixe fresco aqui em Tampere não é algo muito fácil de se encontrar e quando acho são muito caros e diferente do que estamos acostumados no Brasil. Grande parte do que vejo vender aqui são produtos pré temperados ou defumados. As frutas e verduras  parecem ter um gosto mais suave do que estou acostumada. E até em lojas de Fast food tais como McDonald’s e Hesburger (um tipo de McDonald’s finlandês) o sanduíche não é tão temperado e te oferecem sal e pimenta se desejar com mais gosto. Pelo que tenho observado no refeitório da universidade a base da comida finlandesa é salada, batata e algum tipo de embutido, geralmente algum tipo de salsicha.

No geral o custo de vida aqui é alto. Por exemplo, as passagens de ônibus custam 3€ (Euros) se você não tiver direito a nenhum tipo de desconto. Sendo que após a meia noite elas passam a custar 6€.

A oferta de ônibus é muito boa e durante a semana, nos horários de pico, é possível pegar de 15 em 15 minutos. Mas cuidado para não virar abóbora depois da meia noite pois o último ônibus passa pelo centro da cidade geralmente até 00h40 e o próximo só vem as 5h da manhã. Após essa hora as opções são pegar táxis extremamente caros (Podendo custar mais de 20€ (+ou- R$80) uma corrida de 5Km) ou ir a pé pra casa e congelar com o vento gelado da noite. Tirando esse fato, o sistema é tão bom que o Uber não deu certo por aqui. É possível notar também como grande parte da população usa bicicletas ou possui carro próprio. No geral a cidade em que moro, Tampere, é relativamente pequena se comparada as cidades do Brasil, porém, é considerada a segunda maior cidade da Finlândia em termos de população e importância econômica.

Bom, se quiserem saber um pouco mais sobre a vida de uma intercambista brasileira na Finlândia acompanhem os próximos posts.

Até breve,

Sarah.

Processed with VSCO with kk1 preset

Resultado de imagem para camera desenho1 Foto tirada em 12/08/2017 na Pyynikki Observation Tower

Resultado de imagem para camera desenho2 Foto tirada em 18/08/2017 na Näsinneula Observation Tower

Let The Memories Begin… Again: Rússia, São Petersburgo!

IMG_1496

A Rússia foi o terceiro país que conheci desde o início dessa minha aventura. Nem nos meus sonhos mais distantes pensei em conhecer a Rússia.

Que país incrível!

Fomos no dia 1° de Setembro e retornamos no dia 5 de Setembro. Neste post vou dar nossas informações básicas de viagem (transporte, hospedagem e dinheiro) e nos próximos vou contar mais do que fizemos por lá.

A Rússia é o maior país que restou depois do dissolvimento da União Soviética quando realmente chegou ao fim a Guerra Fria. Ainda sim é o maior país do mundo e está entre o continente Europeu e o continente Asiático.

Eu, Mariana, Gabriela e Maria Fernanda nos conhecemos por conta do intercâmbio. 3 paulistas e 1 brasiliense. Somos umas das poucas brasileiras desse programa de acordo bilateral entre a Universidade de Tampere com nossas universidades brasileiras e decidimos fazer essa aventura juntas.

IMG_2656-1
Hermitage Museum

Passagens

Chegamos em São Petersburgo no final da tarde, após uma viagem de trem vindo da Finlândia. Pegamos o trem na estação de Tampere até a estação de Tikurila. De lá trocamos para outro com direção a São Petersburgo, na Rússia.

Tampere –> Tikurila €9,90

Tikurila –> São Petersburgo €28,98 Euros

Para voltar optamos pelo ônibus, pela empresa Lux Express, pois a diferença no preço da passagem estava bem grande. Pegamos um ônibus de São Petersburgo até Helsinki. A viagem durou 7 horas. De lá, pegamos um trem até Tampere com a duração da viagem de 1h30. A viagem de ônibus foi bem confortável. O ônibus tinha wifi e Tvs individuais. Voltamos assistindo filmes.

Ônibus: St. Petersburgo –> Helsinki €15 Euros

Trem: Helsinki –> Tampere €9,90 Euros

Hospedagem

Ficamos hospedadas em um hostel em uma das avenidas principais da cidade. O nome do hostel é Missis Hudson Hostel e achamos através do site Hostelworld. O hostel não possui café da manhã mas o conjunto do preço da hospedagem + localização foram excelentes.

Escolhemos um quarto quadruplo e pudemos ficar bem a vontade pois estávamos sozinhas no espaço.

A única parte ruim foi encontrar o hostel. Ele fica beeeeeem escondido e ficamos perdidas por aproximadamente 2 horas só procurando. Lá na Rússia tem pessoas no meio da rua que ajudam turistas em troca de dinheiro. Um cara que tinha internet no celular nos ajudou.

Pagamos um total de ₽7184,00 RUBLOS  para as 4, sendo €21.68 Euros adiantados e o restante quando chegamos lá em Rublos mesmo. Isso, segundo um conversor na internet fica aproximadamente R$430,46 Reais para as quatro. Ou seja, R$107,615 para 4 noites, R$26,90375 por diária. Alô mochileiros!!! Muito barato!!!

Preço Missis Husdson hostel

Dinheiro (Câmbio)

Fomos meio que perdidas em relação a qual seria a melhor forma de trocarmos nosso dinheiro pois nossa conversão seria dupla (Reais para Euros e Euros para Rublos).

Concordamos em apenas 1 pessoa fazer um saque do cartão Travel Money no banco mais próximo que automaticamente ele faria a conversão. Sacamos RUB6000,00 e o banco cobrou uma taxa que depois coloco aqui mais explicado. Esse dinheiro seria usado para passagens de ônibus e coisas menores q só poderiam ser pagas em dinheiro. O restante eu paguei com o cartão de crédito e as meninas com o Travel Money.

Finninmäenkatu 4 A 6 Room C

Welcome to TOAS 520 Lukonkruuti A 6!

Finninmäenkatu 4 A 6 Room C, 33710 TAMPERE FINLAND

É aqui que vocês irão me encontrar nos próximos meses enquanto eu estiver nesse país. Tirei algumas fotos do meu quarto para apresentar pra vocês.

O apartamento é bem espaçoso e irei dividir com mais 3 meninas. Cada uma tem seu quarto e dividimos a cozinha e os dois banheiros. O nosso apartamento tem varanda mas com esse tempo frio não sei realmente se iremos aproveitá-la.

Eu dei sorte e peguei o maior quarto. Meu quarto é bem espaçoso e claro, o apartamento parece ser muito novo e bem conservado. As janelas tem camada dupla e só pode ser inteiramente aberta com a ajuda de uma chave para destrancar a camada de fora. A vizinhança parece super tranquila e o prédio parece ser uma mistura de estudantes e moradores normais. A única parte ruim é o colchão da cama, ele é muito fino, acho que tem a espessura de uma mão.

Seguem algumas fotos:

IMG_1354-1IMG_1355-2IMG_1376-5

Curiosidade: a água aqui na Finlândia é uma das mais limpas do mundo e podemos beber água da torneira. As torneiras tem água quente e fria. Maaaas, eu não sei porque, parece que quando tomo banho a água parece não lavar meu cabelo direito e meu cabelo já está ficando super estranho, fora que ainda não encontrei nenhum produto para cabelos cacheados para comprar.

IMG_1377-6

Eu amei as geladeiras individuais:

IMG_1374-1IMG_1364-1IMG_1426-10

Minhas cangas de praia viraram cortinas por aqui… ahahah

IMG_1422-9IMG_1366-3IMG_1400-7IMG_1403-1

Moi moi,

Sarah.